FMI constata recuperação da economia de Brasil e Rússia

A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, afirmou nesta quarta-feira (28) que a economia da Rússia e do Brasil está se recuperando.

"Rússia e Brasil mostram certos sinais de recuperação após sério período de contração", disse ela ao discursar na Universidade de Northwestern nesta quarta-feira (28). 

Segundo Lagarde, a economia mundial ainda apresenta uma série de fragilidades, mas acrescentou que "as perspectivas das economias emergentes e em desenvolvimento merecem um otimismo cauteloso". 

Na próxima semana, o FMI publicará, às vésperas da reunião de chefes de Ministério das Finanças, uma perspectiva sobre o crescimento econômico global e uma previsão para as maiores economias do mundo nos próximos anos.

Em julho, o FMI melhorou as perspectivas sobre a dinâmica do PIB da Rússia para 2016 em 0,3 pontos percentuais. A previsão para 2017 se manteve: O Fundo espera que a economia russa saia da recessão, e o crescimento seja de 1%. 

O FMI também confirmou a previsão para o médio prazo, segundo a qual a economia russa terá um crescimento anual de 1,5%. 

Em ranking divulgado pelo Fórum Econômico Mundial (FEM) sobre competitividade global, a Rússia ficou em 43° lugar, alcançando a melhor classificação nos últimos 10 anos. Já o Brasil perdeu 6 posições e caiu para a 81ª posição.