Petróleo recua em meio a dúvidas sobre acordo entre Rússia e Arábia Saudita

Os barris de petróleo negociados em Londres e Nova York registram queda nesta terça-feira (6). O crude do Texas chegou a avançar durante a sessão, mas passou a cair. O mercado tem dúvidas sobre a possibilidade do acordo entre Rússia e Arábia Saudita gerar efetivamente um congelamento na produção da matéria-prima. 

Às 9h53, o barril de Brent negociado na International Exchange Futures (ICE), em Londres, registrava uma queda de 1,95%, a US$ 46,70. Negociado no New York Mercantile Exchange (Nymex), em Nova Iorque, o WTI registrava baixa de 0,61%, a US$ 44,17, às 17h59. 

A Rússia e Arábia Saudita assinaram uma declaração conjunta de cooperação para recuperar o mercado. O ministro de Energia da Rússia Alexander Novak destacou nesta segunda-feira (5), contudo, que o congelamento da produção é apenas um dos instrumentos que poderiam ser adotados para estabilizar o mercado. 

Os dois países devem formar um grupo de trabalho, com reunião marcada para outubro em Moscou. Para Novak, trata-se de um "momento histórico" nas relações entre membros da Opep e países que não fazem parte do grupo.