Bovespa registra queda nesta segunda-feira

Moeda america continua a operar em alta

A Bolsa de Valores de São Paulo operou instável no início do pregão desta segunda-feira (25). Mas por volta de 11h45, passou a registrar queda de 1,01%, aos 56.427 pontos. Apesar da alta de 0,84% e 0,73% nas ações preferenciais e ordinárias da Petrobras, respectivamente, e no avanço de 0,60% nos papéis do Banco do Brasil, o cenário externo negativo puxava o índice para baixo.

No âmbito internacional, o declínio dos preços de commodities e recuo nos pregões em Wall Street, onde investidores operavam cautelosos enquanto aguardam reunião de política monetária do Federal Reserve nesta semana.

Às 10h15, o Ibovespa subia 0,19%, aos 57.108 pontos. 

Às 11h40, o índice caía 0,78%, aos 56.558 pontos.

Às 12h40, a bolsa tinha perdas de 0,62%, aos 56.646 pontos.

Às 13h50, o índice caía 0,48%, com 56.725 pontos.

Às 14h47, a bolsa caía 0,31%, aos 56.824 pontos.

Às 15h53, o índice recuava 0,46%, aos 56.739 pontos.

Na sexta-feira, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta, no maior patamar do ano e acima dos 57 mil pontos pela primeira vez desde maio de 2015, favorecido pelo cenário positivo em Wall Street e noticiário corporativo doméstico.

O dólar opera em alta em relação ao real nesta segunda-feira (25), com investidores aguardando o resultado das reuniões desta semana dos Bancos Centrais do Japão e dos EUA.

Às 10h26, a moeda norte-americana subia 0,48%, a R$ 3,2733 na venda. 

Às 11h40, o dólar subia 0,91%, a R$ 3,2870.

Às 12h40, o dólar tinha ganhos de 0,88%, a R$ 3,2862 na venda.

Às 13h50, a moeda subia 0,83%, vendido a R$ 3,2845.

Às 14h47, a moeda subia 1,01%, a R$ 3,2904.

Às 15h53, o dólar avançava 0,85%, a R$ 3,2849.

No cenário interno, o Banco Central anunciou novamente oferta de até 10 mil swaps reversos, que equivalem a compra futura de dólares.

Na véspera, a moeda fechou em queda na sexta-feira (21) após dia instável e investidores demonstrando cautela com dados econômicos britânicos mostrarem forte deterioração após o Reino Unido optar por deixar a União Europeia.

A moeda norte-americana caiu 0,72%, cotada a R$ 3,2581 na venda. A moeda chegou a R$ 3,2977 na máxima do dia e R$ 3,2545 na mínima. Na semana, o dólar subiu 0,12%.

Em julho, o dólar acumula alta de 1,39%, mas no ano há desvalorização de 17,47%.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais