Dólar volta a subir após adiamento de análise dos vetos

Mesmo com valorização, moeda se manteve abaixo de R$ 3,90

O dólar voltou a subir nesta quarta-feira (7) após o cenário de incertezas políticas se agravar, com novo adiamento da análise dos vetos presidenciais pelo Congresso. A moeda norte-americana chegou a operar abaixo de R$ 3,80 neste pregão, mas começou a se valorizar e fechou o dia cotado a R$ 3,8771 na venda (+0,88%). 

Após três pregões consecutivos em baixa, o posicionamento de aversão ao risco voltou a operar no Brasil. Nem as expectativas de que o Federal Reserve adiarão mais uma vez a alta dos juros norte-americanos foram suficientes para segurar a valorização do real frente ao dólar.

Nesta manhã, o Banco Central deu continuidade à rolagem de swaps cambiais com vencimento em novembro. Até agora, o BC já rolou US$  2,046 bilhões - cerca de 20% do lote total, que corresponde a US$ 10,278 bilhões.

Por Ana Siqueira