Petróleo opera em queda com novo aumento semanal dos estoques nos EUA

Associação de refinarias divulgou crescimento de reservas

Os contratos futuros de petróleo operam em baixa, após dados do American Petroleum Institute (API, uma associação de refinarias) indicarem que houve aumento nos estoques da commodity nos EUA na semana passada. Nesta quarta-feira serão conhecidos os dados do Departamento de Energia (DoE) norte-americano.

Para o número do DoE, analistas preveem queda de 1,6 milhão de barris nos estoques de petróleo bruto do país.

Nesta terça-feira à noite o API informou que os estoques de petróleo bruto nos EUA cresceram 2,3 milhões de barris na semana passada. Além disso, os estoques de petróleo bruto no centro de distribuição de Cushing (Oklahoma) subiram 900 mil barris. 

O barril de petróleo brent para entrega em setembro opera nesta quarta-feira em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, cotado a US$ 56,46, variação de 1,03% em relação à terça-feira.

Os participantes dos mercados de petróleo também começam a criar expectativas para a reunião que o secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Abdalla Salem el-Badri, terá com o ministro da Energia da Rússia, Alexander Novak, no dia 30 de julho para discutirem petróleo e gás.

Embora a Rússia e a Opep compartilhem um interesse comum em preços mais altos, a reunião dificilmente resultará em qualquer mudança política significativa, comentou Tim Evans, analista do Citi Futures. Evans também observou que os preços do petróleo parecem estar operando dentro de uma faixa limitada nesta semana.

*Com informações do Estadão