Dia dos Pais deverá injetar R$ 3,8 bilhões no comércio

O Dia dos Pais, em 9 de agosto, deverá representar uma injeção de receita de R$ 3,8 bilhões no comércio brasileiro, segundo Pesquisa Nacional sobre Intenção de Compra para o Dia dos Pais da Fecomércio RJ/Ipsos.

O valor médio do presente ficará em torno de R$ 82, representando alta de 9% em relação a 2014. Neste ano, 32% dos brasileiros pretendem presentear alguém na data. A parcela ficou relativamente estável em relação a 2014, quando o percentual era de 31%.

“No atual cenário de desemprego elevado, associado à atmosfera de incerteza e de um consumidor cada vez mais retraído ao consumo, o Dia dos Pais ganha ainda mais importância no comércio. As datas comemorativas são uma oportunidade para o empresário fidelizar clientes, que estão cada vez mais seletivos e, com isso, amenizar os efeitos da desaceleração econômica”, afirma a gerente de Pesquisa da Fecomércio RJ, Juliana Campos.

Roupas seguem na preferência dos consumidores que vão presentear os pais, com 41% das intenções de compra. Na sequência aparecem perfumes e cosméticos (13%) e calçados e acessórios (9%).

A pesquisa foi realizada pela Fecomércio RJ/Ipsos, entre os dias 14 e 30 de junho e contou com a opinião de 1200 consumidores em 70 municípios brasileiros.