Bolsa cai puxada por resultados da Vale e dos bancos

A Bovespa abriu as negociações da manhã desta sexta-feira (29) puxada para baixo por conta dos resultados dos bancos e da Vale, mesmo após o resultado do PIB do primeiro trimestre ter sido um pouco melhor que o esperado. Por volta das 10h34, o benchmark caía 0,69%, somando 53.606 pontos. 

Os papéis dos bancos continuam em queda crescente, o motivo mais recente é a informação que o Conselho Monetário Nacional irá aumentar a oferta de crédito do setor imobiliário enquanto o Banco Central irá aumentar a alíquota do compulsório sobre depósitos a prazo de 20% para 25%. Às 10h25, as ações ordinárias do Bradesco (BBDC3), caía 1,73%, sendo vendida a R$ 26,71. Já as preferenciais (BBDC4) caía por volta do mesmo horário, 1,28%, sendo cotada a R$ 28,62. Os papéis preferenciais do Itaú Unibanco (ITUB4), eram cotadas a R$ 34,84, uma desvalorização de 1,02%, por volta das 10h22. Já o Banco do Brasil enfrentava às 10h27, uma queda no preço dos seus papéis de 0,81%, cada ação era vendida a R$ 23,21.

Junto com o minério de ferro, as ações da Vale também caíram no mercado financeiro. Os papéis preferenciais da empresa (VALE5), se desvalorizavam em 0,87% às 10h29, sendo vendidas a R$ 17,05. Já as ordinárias (VALE3), eram cotadas a R$ 20,38 por volta do mesmo horário, uma queda de 0,78%. A commodity era vendida com uma desvalorização de 0,77% no porto de Qingdao, na China - o quilo do minério de ferro vale agora US$ 61,85.

As ações da Petrobras também enfrentam queda na manhã desta sexta, com os papéis ordinários (PETR3) sendo vendidos a R$ 13,58, ou seja, uma queda de 0,22%, às 10h31. As preferenciais (PETR4), eram vendidas no mesmo horário com uma desvalorização de 0,32%, cotadas a R$ 12,63. Um dos motivos para a queda é a reação do mercado da possibildiade da estatal cortar US$ 75 bilhões de investimentos entre 2015 e 2019.

O dólar, apesar de ter começado as negociações em baixa, voltou a se valorizar frente ao real no pregão, sendo vendido às 10h39 por R$ 3,1658 e comprado a R$ 3,1650. A valorização é de 0,0630%.

A o índice da bolsa de Nova Yokr (NYSE), voltou a cair no início das negociações, se desvalorizando em 0,04% às 10h30 (horário de Brasília), somando ao total 18.119,51 pontos. As ações da Petrobras vendidas na Dow Jones, conhecidas como ADR, apresentavam às 10h52 uma desvalorização de 1,50%, sendo vendidas a US$ 8,50. O indíce da bolsa inglesa (FTSE), no entanto, apresenta uma valorização nas negociações, por volta das 10h17, o aumento era de 0,07% e a soma de pontos 7.045,28. 

O índice da bolsa de Shanghai (SSE Composite), voltou a cair nesta sexta, apesar de menos do que no dia anterior, o benchmark fechou às 04h com uma desvalorização de 0,18%, somando 4.611,74 pontos. Um dos motivos para a queda acelerada no mercado chinês é atribuída ao crescimento rápido do mercado, então as notícias negativas, como o anúncio que o China Central Huijin Investment, fundo monetário soberano na potência asiática, decidiu reduzir sua participação nos maiores bancos estatais pela primeira vez, o que tem causado vendas sob o pânico. Apesar disso, a bolsa japonesa Nikkei, se valorizou em 0,06% no fechamento às 03h, somando 20.563 pontos.