PetroRio atualiza aquisição dos campos de Bijupirá e Salema e do FPSO Fluminense 

A PetroRio anuncia os resultados do relatório geológico elaborado por avaliador de reservas qualificado e independente contratado pela PetroRio com relação aos Campos de Bijupirá e Salema. Conforme previamente divulgado pela PetroRio (em Fato Relevante de 13 de fevereiro de 2015), a Companhia propôs a aquisição de 80% de participação sobre os direitos e obrigações dos contratos de concessão dos Campos de Bijupirá e Salema - sendo a Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras a detentora dos 20% remanescentes. A transação também envolve a aquisição, dentre outros ativos, do FPSO Fluminense, utilizado na produção de ambos os campos, com capacidade de armazenamento para 1,3 milhão de barris de óleo.

As reservas provadas desenvolvidas em produção e as reservas totais (provadas mais prováveis) atribuíveis à participação a ser adquirida pela Companhia nos Campos de Bijupirá e Salema foram avaliadas em 1 de janeiro de 2015 pela Rose & Associates, LLP, um avaliador de reservas qualificado e independente contratado pela PetroRio, de acordo com os Padrões de Divulgação para Atividades de Petróleo e Gás da National Instrument 51-101 emitida pelo Canadian Securities Administrators' (Administrador de Títulos e Valores Mobiliários Canadenses) ("Relatório Rose"). De acordo com o Relatório Rose, o total de reservas provadas desenvolvidas em produção mais prováveis é de 24,5 milhões de BOE, dos quais 71% (17,4 mi lhões de BOE) são reservas provadas desenvolvidas em produção. Tal como resumido abaixo, o valor presente líquido antes de impostos (descontado a 10%) do resultado líquido futuro atribuível às reservas totais (provadas mais prováveis) é de aproximadamente US$ 570,6 milhões.

>> Leia na íntegra