EUA devem ter o primeiro serviço de câmbio para bitcoins

O serviço de moedas virtuais Coinbase está prestes a fazer história nesta segunda-feira (26). Eles pretendem lançar o primeiro sistema de câmbio da moeda bitcoin nos Estados Unidos, aprovado em 24 jurisdições no país.

Segundo o jornal The Wall Street Journal, a Coinbase, que já atua como um operador de câmbio para donos de bitcoins, agora funcionará como um lugar para pessoas e instituições negociarem a moeda virtual em tempo real.

Para evitar ataques e problemas, como tem sido comum entre operadores da moeda, a startup tem sistema de segurança mais robusto que a média atuando no segmento. A confiança é tamanha que eles receberam um aporte financeiro de US$ 106 milhões da Bolsa de Nova York e de outras instituições financeiras.

A ideia é que para cada transação, a Coinbase leve 0,25% do montante negociado – embora nos dois primeiros meses as transações de bitcoins serão gratuitas. Por questões de segurança, o câmbio deve ocorrer apenas em Estados aprovados, embora exista um plano de expansão para outros países e regiões ainda não contempladas pelo serviço.

A entrada de um câmbio nos EUA pode dar tranquilidade aos investidores, ainda céticos, com o fim da Mt.Gox. Em 2014, entre 650 mil e 850 mil moedas virtuais desapareceram do antigo serviço, algo em torno de US$ 850 milhões na época. O criador do Mt.Gox, Mark Karpeles, disse que o site foi vítima de ataques cibernéticos.