Após bater R$ 2,50, dólar fecha em queda

Já a Bovespa encerrou pregão em alta de 1,91%

Após atingir o patamar dos R$ 2,50, o dólar fechou em queda de 1,2% nesta sexta-feira, cotado a R$ 2,4618. O pregão foi afetado pelo cenário eleitoral  e por dados do mercado de trabalho nos Estados Unidos. Na semana, a moeda teve valorização de 1,90%. 

O Banco Central deu continuidade às intervenções diárias, vendendo a oferta total de até 4 mil swaps cambiais, que equivalem à venda futura de dólares. Foram vendidos 2,11 mil contratos para 1º de junho e 1,89 mil contratos para 1º de setembro de 2015, com volume correspondente a US$ 196,9 milhões.

O BC também vendeu a oferta total de até 8 mil swaps para rolagem dos contratos de novembro.

Bovespa fecha em alta, em dia de instabilidade

Já a Bovespa fechou em alta de 1,91%, aos 54.539 pontos, após operar com instabilidade na maior parte da manhã. As ações da Petrobras puxaram a alta, em mais uma sessão marcada por especulações sobre a eleição presidencial. Na semana, a bolsa acumula queda de 4,67% e no mês, alta de 0,78%. No ano, há valorização de 5,89%. A Bolsa também reagiu a dados positivos do mercado de trabalho americano. 

As ações da Usiminas lideraram a alta entre os papéis que fazem parte do Ibovespa, subindo mais de 5%.

Entre as altas do dia, Petrobras, Gol, Marcopolo, Cyrela e JBS. Já os papéis da Vale, Embraer, Marfrig e Suzano registraram perdas neste pregão.