Agência S&P diz que não vê 'mudança rápida' no rating brasileiro

A agência de classificação de risco Standard & Poor's  "não vê nenhuma mudança rápida" no rating do Brasil, mas alerta que o país pode ser rebaixado se a maior intervenção do governo na economia aumentar o nível da dívida. 

O analista para o Brasil da S&P, Sebastian Briozzo, disse ainda não acreditar que a recente onda de protestos no país afete a governabilidade do país.

No início deste mês, a S&P piorou a perspectiva do rating brasileiro de estável para negativa, citando o fraco crescimento econômico e a política fiscal expansionista.