Lojistas acreditam em queda de 2% no faturamento no Dia dos Namorados

Uma sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) revelou que os lojistas da capital paulista estão com uma percepção negativa em relação às vendas para o Dia dos Namorados. 

Os 107 varejistas consultados ontem (13) acreditavam que o faturamento apresentaria redução de 2% no seu faturamento em relação à mesma data do ano passado. O resultado corrobora a tendência negativa apurada na sondagem que antecedeu a data – que apresentou expectativa de queda do faturamento de 3%.

Os empresários consultados pela FecomercioSP afirmaram que a forma de pagamento mais utilizada na data pelos clientes foi o cartão de crédito (67%), seguido pelo pagamento à vista (30%), cheque pré-datado (2%) e vendas à prestação (1%).

A maioria dos lojistas (59%) respondeu que não realizou qualquer tipo de promoção no período. Entre os que fizeram, 67% concederam descontos – como os realizados para o pagamento em dinheiro ou os solicitados pelo consumidor –, 20% realizaram sorteios ou distribuíram brindes, 8% promoveram vendas parceladas sem juros e 5% realizaram promoções.

Quando perguntados se investiram em alguma ação publicitária, 67% afirmaram que não.  Em relação aos estoques, em comparação ao ano passado, 49% dos lojistas disseram que ele permaneceu igual; 28% disseram que eles cresceram; e 22% verificaram queda.  A grande maioria (90%) não contratou funcionários temporários para a data.

A sondagem realizada pela FecomercioSP é um levantamento estatístico que, por ser realizado com um universo mais restrito de empresas do que em pesquisas tradicionais da entidade, ganha agilidade para monitorar uma situação atual e apontar tendências. As sondagens produzem sinalizações de tendência econômica poucos dias após a coleta de dados e, por isso, são utilizadas no mundo inteiro como indicadores antecedentes de atividade econômica.