ANP anuncia aumento de 3,8% na produção nacional de petróleo em abril

A produção de petróleo no Brasil teve aumento de 3,8% em abril, na comparação com março, alcançando aproximadamente 1,92 milhão de barris por dia (bbl/dia), informou hoje (4) a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na comparação com abril do ano passado, no entanto, a produção caiu cerca 4,9% em abril deste ano.

A ANP informou que o principal motivo para o crescimento do volume, na comparação com março, foi a retomada da produção da plataforma P-54, no Campo de Roncador, Bacia de Campos (RJ), que esteve em parada programada para manutenção em março. Os dados são do Boletim da Produção de Petróleo e Gás Natural.

A produção do pré-sal teve aumento de 2,3% em relação ao mês anterior, com 295,2 mil bbl/dia de petróleo e 9,9 milhões de metros cúbicos/dia (m³/dia) de gás natural, totalizando 357,6 mil de barris de óleo equivalente por dia (boe/dia).

Já a produção de gás natural ficou em torno de 74,7 milhões de m³/dia, um crescimento de 14,4% na comparação com abril de 2012 e queda de aproximadamente 3,3% na comparação com março deste ano. A redução, de acordo com o boletim, deveu-se à parada programada para manutenção da Estação de Vandemir Ferreira, na Bacia de Camamu (BA), o que diminuiu a  produção do Campo de Manati.

A produção nacional de petróleo e gás alcançou 2.393 milhões de boe/dia. Do total da produção de petróleo e gás natural, 97,1% foram provenientes de campos operados pela Petrobras. Aproximadamente 90,6% da produção de petróleo e 71,7% da produção de gás natural do Brasil foram extraídos de campos marítimos.

Ainda segundo a ANP, a produção de petróleo e gás natural brasileira em abril foi oriunda de 9.139 poços - 791 marítimos e 8.348 terrestres. O campo com o maior número de poços produtores foi Carmópolis, na Bacia de Sergipe, com 1.119 poços.

O Campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, foi o de maior produção de petróleo e de gás natural, com uma média de 332,9 mil boe/dia. Em abril, começaram a produzir os campos de Barrinha Sudoeste e Tiziu, ambos localizados na Bacia Potiguar, e Jacutinga Norte, na Bacia do Espírito Santo, todos operados pela Petrobras.

A queima de gás natural alcançou cerca de 3,9 milhões de m³/dia, um aumento de aproximadamente 7,8% em relação ao mesmo mês em 2012, e de aproximadamente 4,7% frente a março de 2013. O principal aumento, de acordo com o informe, foi registrado no Campo de Barracuda, na Bacia de Campos, devido a problemas no sistema de compressão de gás da plataforma P-43. Todo o gás natural queimado foi oriundo de concessões na fase de produção. O aproveitamento de gás natural no mês alcançou 94,8%.