Arrecadação federal atinge recorde histórico de R$ 116 bilhões em janeiro 

A Secretaria da Receita Federal informou nesta segunda-feira que a arrecadação federal em janeiro atingiu o recorde histórico de R$ 116, 06 bilhões, o que representa um aumento real (após o abatimento da inflação) de 6,59% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Esta é a primeira vez que a arrecadação mensal ultrapassa a barreira dos R$ 110 bilhões. 

Em termos nominais, a arrecadação cresceu R$ 13,48 bilhões em janeiro deste ano, ou seja, sem a correção, pela inflação, dos valores arrecadados no mesmo período do ano passado.

Segundo a Receita Federal, alguns fatores explicam o crescimento da arrecadação em janeiro deste ano. Entre eles, estão o pagamento, no mês passado, da primeira cota, ou cota única, do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL), além da antecipação, em janeiro deste ano, do ajuste anual do IRPJ/CSLL referente ao lucro obtido pelas empresas em 2012.

Também ocorreu, em janeiro deste ano, o pagamento trimestral dos "royalties" relativos à extração de petróleo. Outro fator que explica o crescimento da arrecadação no mês passado é o crescimento da economia brasileira, quando as vendas de bens e serviços avançaram 5% no mesmo período, enquanto que a massa salarial cresceu 11,88% e o valor em dólar das importações subiu 9,46%.

A Receita informou que o Imposto de Renda arrecadou R$ 38,14 bilhões em janeiro deste ano, com crescimento real de 10,5% sobre o mesmo mês de 2012. No caso do IRPJ, a arrecadação somou R$ 22,65 bilhões, com alta real de 20,3%.