Gol deve demitir 2.500 funcionários até o fim do ano 

A Gol Linhas Aéreas Inteligentes vai demitir 2.500 funcionários para recuperar os lucros, disse o vice-presidente financeiro da companhia Leonardo Pereira em entrevista à Bloomberg nesta segunda-feira. Os cortes atingirão o dobro do que estava previsto em maio, quando a companhia anunciou o fechamento de 1.200 postos de trabalho de um total de 20.500. 

O objetivo é chegar ao fim de 2012 com 138 aviões, sendo que havia 150 no início do ano.

Nos últimos cinco anos, o crescimento da Gol mais do que dobrou. Porém, a desaceleração do crescimento econômico, a desvalorização do real e a incapacidade da empresa de subir os preços em um cenário competitivo, resultaram em perdas significativas nos últimos quatro trimestres, de acordo com dados levantados pela Bloomberg.

Segundo Pereira, a companhia deve finalizar o ano com menos de 18 mil funcionários. "Chegaremos a esse resultado não contratando pessoas ou abrindo novas vagas. Estamos controlando os gastos com muita cautela", explicou o executivo.