Feirão começa com juros menores e imóveis a partir de R$ 40 mil 

A Caixa Econômica Federal (CEF) realiza a partir desta sexta-feira o 8º Feirão de Imóveis em quatro capitais (Belo Horizonte, Salvador, Recife e Rio de Janeiro), além de Brasília. Até o dia 10 de junho, o leilão passará por 13 grandes cidades do país. Serão oferecidos cerca de 430 mil imóveis já com taxas de juros mais baixas anunciadas na semana passada. No Rio de Janeiro, o valor dos imóveis vai de R$ 40 mil a R$ 5 milhões, conforme a assessoria da instituição.

As linhas de financiamento atendem a todas as faixas de renda familiar, com prazo de pagamento de até 30 anos e juros que variam de 4,6% (Sistema Financeiro de Habitação) a 9% ao ano. Segundo o banco, as possibilidades de financiamento chegam a 100% do valor do imóvel. Neste ano, até o dia 20 de abril, o banco assinou 313 mil contratos habitacionais, com R$ 26,3 bilhões em financiamentos. A média diária financiada foi de R$ 380 milhões, com 4.300 novos contratos.

Segundo a Caixa, os interessados em fechar a compra de um imóvel no feirão devem levar cópias e originais de RG, CPF, comprovante de endereço, comprovante de renda e comprovante de estado civil. Para usar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), o visitante precisa levar a declaração de Imposto de Renda ou declaração de isento do ano mais recente e extratos atualizados de sua conta de FGTS ou cópia da sua carteira de trabalho.

Em Brasília, serão oferecidos cerca de 15 mil imóveis, número pouco maior que o de Belo Horizonte (14.647 imóveis). Na cidade mineira, em 2011, 32.597 pessoas passaram pelo feirão e foram negociados R$ 840,8 milhões em 5.778 contratos, conforme a assessoria da caixa.

Na capital pernambucana, 48 construtoras e 44 imobiliárias oferecerão 21.474 imóveis, sendo 15,574 novos e na planta e 5.900 na planta. Desses imóveis, 7.100 estão incluídos no Programa Minha Casa Minha Vida. Em Recife, cerca de 44 mil pessoas visitaram o evento em 2011, com movimentação de R$ 600 milhões em negócios, e a expectativa é quie o público chegue 48 mil, com movimentação de R$ 700 milhões. O imóvel de menor valor oferecido na cidade custará R$ 40 mil e o de maior valor chega a R$ 1 milhão.

Em Salvador (BA), serão aproximadamente 19 mil imóveis, entre novos, usados e na planta, provenientes de 45 construtoras, 15 imobiliárias e 20 correspondentes da Caixa. Em 2011, 40 mil pessoas visitaram o feirão na cidade e foram fechadas 5,3 mil transações, com valor aproximado de R$ 500 milhões.

No Rio de Janeiro, serão 46 mil imóveis novos, entre os 29.087 na planta e 4.172 novos prontos, além de 13 mil usados, com preços que variam entre R$ 75 mil a R$ 5 milhões, conforme a assessoria.



Serviço:

Belo Horizonte

Local: Expominas - pavilhão 3 - Av. Amazonas, 6030

Dias 4 e 5 de maio: das 10h às 21h

Dia 6 de maio: das 10h às 18h

Imóveis de R$ 90 mil a R$ 1 milhão

Brasília

Local: Centro de convenções Ulysses - Setor de Divulgação Cultural Eixo Monumental, Lote 05

Dias 04 e 05 de maio das 10h às 21h

Dia 6 de maio: das 10h às 18h

Recife

Local: Centro de Convenções de Recife - Av. Prof. Andrade Bezerra - Salgadinho

Dias 4 e 5 de maio: das 10h às 21h

Dia 6 de maio: das 10h às 18h

Imóveis de R$ 40 mil a R$ 1 milhão

Rio de Janeiro

Local: Riocentro - Barra da Tijuca - pavilhão 4

Dias 4 e 5 de maio: das 10h às 21h

Dia 6 de maio: das 10h às 18h

Imóveis de R$ 75 mil a R$ 5 milhões

Salvador

Local: Centro de Convenções da Bahia (Av. Simon Bolívar, s/n, Stiep)

Dias 4 e 5 de maio: das 10h às 21h

Dia 6 de maio: das 10h às 18h


Confira próximas cidades a receber o 8º Feirão da Caixa

Curitiba: 18 a 20 de maio

Fortaleza: 18 a 20 de maio

São Paulo: 18 a 20 de maio

Uberlândia: 25 a 27 de maio

Campinas: 25 a 27 de maio

Porto Alegre: 25 a 27 de maio

Belém: 8 a 10 de junho

Florianópolis: 8 a 10 de junho