ANP: há boas chances de descobrir petróleo e gás no Norte e no Nordeste    

O Norte e Nordeste do Brasil podem se tornar grandes produtores de petróleo e gás natural, de acordo com a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Magda Chambriard. Ela esteve no Senado nesta terça-feira (10) para apresentar ao presidente José Sarney as perspectivas de exploração e produção de petróleo e gás natural no Brasil nas áreas não licitadas. 

Segundo ela, são boas as perspectivas de descobrir gás no interior do país. "Estamos muito otimistas em relação ao potencial exploratório do Brasil e achamos que esse potencial vai muito além do pré-sal. O país tem espaço para exploração e produção de petróleo e gás natural também no seu interior, nos estados do Nordeste e também nessa margem equatorial que vai do Rio Grande do Norte até o Amapá", disse a diretora.

Segundo Magda Chambriard, as informações fazem parte de estudo geológico e geofísico elaborado pela ANP. Ela também assinalou que recentes descobertas de reservas de petróleo na costa da Guiana Francesa reforçam a esperança de novas descobertas no litoral brasileiro.

Chevron

Questionada sobre as conclusões da Agência Nacional do Petróleo no episódio dos vazamentos ocorridos no Campo do Frade, na Bacia de Campos (RJ), em novembro de 2011, Magda Chambriard confirmou que o relatório elaborado pela ANP aponta irregularidades cometidas pela empresa nas atividades de exploração de petróleo na região. 

A diretora, no entanto, não especificou as irregularidades apontadas para não prejudicar o processo administrativo.

"Sem dúvida nenhuma a Chevron deu causa a esse acidente. As nuances dessa causa preferimos divulgar depois. Está em fase de contraditório, de ampla defesa", disse.

Sobre o segundo vazamento, ocorrido em março, na mesma região, a diretora da ANP explicou que a iinvestigação ainda não foi concluída pela ANP, mas afirmou que a hipótese mais provável é de que o episódio tenha relação com o primeiro vazamento.