Aerie Aviação Executiva vende US$ 100 milhões em agosto

SÃO PAULO, 20 de setembro de 2010 - A Aerie Aviação Executiva atingiu no mês passado a marca de US$ 100 milhões em volume de vendas de aeronaves. Em seis anos de operações, a empresa comercializou 60 aeronaves executivas. "Estamos vivendo um momento muito bom em termos de aviação executiva, empresários não só estão percebendo as vantagens de adquirir uma aeronave, como estão conscientes de que precisam fazer a compra com consultoria adequada, seja o avião novo, usado, comprado no Brasil ou no exterior", disse Cássio Polli, diretor da Aerie.

O perfil do comprador de aeronaves mudou nos últimos anos, a maioria compra para usar nos negócios. Não para lazer. "O perfil das aeronaves também passou por uma transformação, as pessoas querem opções mais rápidas, tecnologicamente mais avançadas e com custo operacional baixo ou pelo menos adequado", disse Polli. Com isso, os compradores estão percebendo a vantagem de comprar aeronaves usadas e seminovas.

"No Brasil ainda são muito procurados bimotores como Baron 58 e King Airs, para operações em pista curta ou não preparadas como fazendas. Entre os jatos, o Phenom 100 tem tido bom mercado e os tradicionais Cessna Citation (linha CJ e Sovereign) são os mais procurados", disse Polli. Segundo ele, devido ao baixo preço de aquisição e amplo espaço de cabine, os jatos Hawker 400XP também aumentaram as vendas.

(Redação - Agência IN)