Nigéria importa blindagem brasileira em busca de segurança

SÃO PAULO, 8 de junho de 2010 - Em busca de maior segurança, agências bancárias da Nigéria contrataram empresas brasileiras de blindagem para realizarem serviços em bancos do país. Entre elas, a Vault, companhia especializada em Blindagem Arquitetônica e Sistemas Integrados de Segurança, responsável por um projeto com orçamento de cerca de US$ 150 mil e com tempo de execução de dois meses.

Neste caso específico, a obra era composta de aço e vidro blindados com proteção Nível III, resistente a tiros de fuzil AR-15 ou AK-47, esses escudos ficam posicionados em frente aos seguranças das agências bancárias e garantem maior proteção em caso de tentativa de assalto, além de inibir os criminosos.

Considerado o país mais populoso da África, a Nigéria tem cerca de 160 milhões de habitantes. Apesar de seu subsolo ter uma das maiores reservas de petróleo do mundo, o país tem baixíssimo nível de qualidade de vida, com sistema bancário muito precário em que não há utilização de talão de cheque, tampouco cartão de crédito.

A economia é movimentada, basicamente, por meio de dinheiro vivo. Por conta do grande volume de dinheiro em circulação no país, os bancos nigerianos identificaram a necessidade de investir fortemente em sistemas de segurança para o transporte de valor e para a proteção das próprias agências bancárias.

"Este projeto para os bancos nigerianos foi um importante passo para iniciarmos exportações para outros países", afirma Vinicius de Luca, diretor da Vault.

(Redação - Agência IN)