Firjan promove campanha para prevenir pressão alta

SÃO PAULO, 17 de maio de 2010 - A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro promove hoje, durante todo o dia, mais uma campanha de conscientização sobre os riscos do aumento da pressão arterial. As atividades fazem parte das comemorações do Dia Mundial de Combate à Hipertensão Arterial. A doença atinge 24% das população brasileira.

A hipertensão é uma doença que passa despercebida por não apresentar sintomas -por isso, é chamada de "morte silenciosa". Ela é a causa de 40% das mortes por derrame cerebral e 25% das mortes por infarto do miocárdio. Como é uma doença crônica, ou seja, não tem cura, a prevenção é a melhor forma de combate.

Pequenas mudanças de hábito podem evitar a hipertensão, como o consumo de alimentos naturais, prática de atividade física e controle do peso e do sódio na comida. De acordo com a nutricionista da Firjan, Rosita Amaral, 2,4 gramas é o limite de ingestão diária de sódio.

"Para prevenir a hipertensão é fundamental a redução do sal para preparar os alimentos e substituí-lo por ervas. Os alimentos industrializados tem uma grande quantidade de sódio, então temos que olhar o rótulo até dos biscoitos doces, porque eles também contêm sódio".

Para identificar a hipertensão, o médico Joaquim de Oliveira, da Firjan, é didático. "Deve-se verificar a pressão e ir ao médico ao menos uma vez ao ano. O nível de pressão considerado normal é até 14 por 9. Essa é uma doença que atinge qualquer faixa etária, mas é mais visível na fase adulta". As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)