Empresários bolivianos querem criar entidade binacional com o Brasil

Agência Brasil

LA PAZ - A Federação dos Empresários Privados de La Paz, capital da Bolívia, sugeriu a criação de uma entidade binacional com o Brasil para aprofundar a relação comercial entre os dois países. O presidente da entidade, Enrique Garcia, disse que a Bolívia precisa de investimentos para o desenvolvimento produtivo.

O assunto deverá ser tratado hoje com o assessor especial da Presidência da República brasileira, Marco Aurélio Garcia, que está em La Paz liderando comitiva de técnicos do governo e de empresários de vários setores para revisar acordos bilaterais.

No ano passado, vários projetos direcionados ao desenvolvimento boliviano foram desenvolvidos pelos empresários locais. Agora, eles aguardam pelos investimentos.

Enrique Garcia disse que o programa do governo boliviano para o próximo quinquênio requer investimentos estrangeiros para acelerar a industrialização do país, gerando empregos e permitindo que a Bolívia dê um grande salto de qualidade e de quantidade na área econômica.

De acordo com a Agência Boliviana de Informação, Garcia disse que o mercado brasileiro é um dos maiores da América Latina e do mundo, com grande potencial e forte estrutura econômica. Por isso, precisamos estreitar nossas relações com o país vizinho .