Investidores voltam às compras e bolsas da Europa ficam no azul

SÃO PAULO, 19 de janeiro de 2010 - Após abrirem em baixa, os principais índices acionários da Europa inverteram tendência e encerraram com ganhos, acompanhando o desempenho do mercado norte-americano. Como as bolsas dos Estados Unidos estiveram fechadas ontem, os investidores aproveitaram para refazer posições neste pregão.

O FTSE-100, de Londres, subiu 0,34%, aos 5.513 pontos; o DAX, de Frankfurt, avançou 0,98%, aos 5.976 pontos; e o CAC-40, de Paris, ganhou 0,81%, aos 4.009 pontos.

No âmbito corporativo, a notícia de que a Cadbury aceitou a oferta de compra da gigante norte-americana Kraft Foods animou os agentes financeiros. A operação está estimada em US$ 18,9 bilhões. Além disso, espera-se que o novo grupo se torne líder do setor nos países emergentes.

No sentido oposto, foram divulgados alguns indicadores econômicos no Velho Continente que decepcionaram os investidores. O indicador ZEW do Sentimento Econômico na Alemanha, por exemplo, recuou 3,2 pontos em janeiro deste ano, para 47,2 pontos, ante 50,4 pontos no mês anterior. Na zona do euro, o mesmo indicador caiu 1,6 ponto em janeiro deste ano, para 46,4 pontos, na comparação com o mês anterior.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Reino Unido avançou 2,9% nos doze meses encerrados em dezembro de 2009, ante variação de 1,9% apurada na medição anterior.

(Redação - Agência IN)