CORREÇÃO: IGP-DI registra deflação de 0,11% em dezembro de 2009

SÃO PAULO, 8 de janeiro de 2010 - Diferentemente do publicado há pouco no título desta notícia, o IGP-DI teve deflação de 0,11% em dezembro de 2009, não em novembro de 2009.

O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou deflação de 0,11% em dezembro de 2009, ante inflação de 0,07% no mês anterior, segundo informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Dentre os componentes do indicador, o Índice de Preços por Atacado (IPA) teve variação negativa de 0,29% em dezembro, contra deflação de 0,04% em novembro. O índice relativo a Bens Finais apresentou variação de &'8208;0,43%. No mês anterior, a taxa foi de 0,43%. A principal contribuição para a desaceleração partiu do subgrupo alimentos in natura (de 2,08% para &'8208;4,86%). O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis, apresentou variação de &'8208;0,07%. No mês anterior, o resultado foi de 0,14%.

Para Bens Intermediários não teve variação em dezembro. Um mês antes houve deflação de 0,31%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão de combustíveis e lubrificantes para a produção, variou &'8208;0,03%. Em novembro a variação foi de &'8208;0,38%. Para Matérias&'8208;Primas Brutas, a taxa de variação recuou de &'8208;0,25% em novembro, para &'8208;0,56%, em dezembro.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) variou 0,24%, ante 0,26% um mês antes. De acordo com a pesquisa, 2 das 7 classes de despesas monitoradas recuaram, são elas: Alimentação (de 0,27% para 0,20%) e Habitação (de 0,26% para 0,14%).

No sentido oposto, avançaram: Vestuário (de 0,92% para 1,02%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,06% para 0,24%), Transportes (de 0,22% para 0,30%), Despesas Diversas (de 0,05% para 0,17%) e Educação, Leitura e Recreação (de 0,29% para 0,30%).

O núcleo do IPC registrou variação de 0,33%, em dezembro. Em novembro, a taxa foi de 0,25%. Dos 87 itens componentes do IPC, 52 foram excluídos para o cálculo do núcleo.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou em dezembro inflação de 0,10%, contra 0,29% em novembro. Contribuíram para a desaceleração os grupos: Serviços (de 0,35% para 0,30%) e Mão de Obra (de 0,40% para -0,01%). Já Materiais e Equipamentos teve leve alta, passando de 0,15% para 0,17%.

(Redação - Agência IN)