Kirchner demite por decreto titular do Banco Central

SÃO PAULO, 7 de janeiro de 2010 - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, demitiu por decreto, nesta quinta-feira, o titular do Banco Central (BCRA), Martín Redrado, informou a agência de notícias oficial Télam.

Cristina Kirchner havia pedido a Redrado que se demitisse, porque se opunha à criação de um fundo, anunciado em dezembro pelo governo, de US$ 6,569 bilhões, para pagar com reservas parte da dívida de 2010, que soma US$ 13 bilhões no total.

O mandato de Redrado iria até 23 de setembro próximo à frente do Banco Central, uma entidade autônoma cujo titular deve ter o aval do Congresso para sua designação ou eventual remoção.

(Redação com agências internacionais - Agência IN)