Recuperação econômica ganha impulso, aponta Fed

SÃO PAULO, 6 de janeiro de 2010 - A ata do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), sobre a última reunião de 2009, realizada entre os dias 15 e 16 de dezembro, apontou que a recuperação da atividade econômica vem ganhando impulso.

De acordo com o documento, o ritmo de corte de emprego desacelerou sensivelmente nos últimos meses, e o total de horas trabalhadas aumentaram em novembro. Porém, "a taxa de desemprego manteve-se bastante elevada", diz a nota.

Já a produção industrial, segundo a minuta, apresentou expansão, mas a utilização da capacidade instalada permaneceu muito baixa. Os gastos dos consumidores cresceram solidamente em outubro, refletindo, em parte, a aceleração das vendas de veículos.

Quanto ao mercado imobiliário, o relatório mostra que este setor mantém-se deteriorado. Por sua vez, as condições gerais do mercado financeiro tornaram-se favoráveis ao crescimento econômico.

Alguns membros do colegiado do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) afirmaram que o lado negativo da inflação refletiu o momento da economia norte-americana, o que gerou possibilidade da redução da mesma. Porém, outros membros observam que esse patamar do preços é resultado dos estímulos de política monetária. Além disso, alguns membros atribuíram a melhora da economia à redução das reservas dos bancos, através de compra de títulos, facilidade em crédito, e expansão dos empréstimos.

(MR/NM - Agência IN)