Ramalho têxtil exporta para 11 países e dribla crise mundial

SÃO PAULO, 6 de janeiro de 2010 - Responsáveis por 85% do total de vendas da Ramalho Têxtil em 2009, as exportações continuam sendo o principal alvo da produção da empresa cearense, que fabrica redes e cadeiras suspensas. Em números absolutos, a empresa repetiu o desempenho de 2008 e comemora o bom resultado, considerando a forte crise financeira que atingiu o mercado internacional.

"Apesar da crise, conseguimos manter grande participação no mercado externo, pois nossas vendas são pulverizadas entre vários paises destino. Além de Alemanha, França e Holanda, também exportamos para Estados Unidos, Canadá, Japão, Israel, Suíça, Suécia, Rússia e Polônia. Desta forma diluímos o impacto da crise mundial", ressalta o gerente comercial da Ramalho Têxtil, John Ricardo.

Em 2010 a Ramalho Têxtil pretende ampliar a participação no exterior e aposta na busca de novos parceiros internacionais para alcançar tal objetivo. O diferencial está nas peças, que aliam a tradição nordestina às últimas tecnologias e tendências da decoração. Com cores intensas e estampas diferenciadas, as redes são produzidas com tecido 100% algodão, oferecendo conforto e relaxamento graças a seus tecidos encorpados, que possuem qualidade atestada.

(Redação - Agência IN)