Presidente argentina pede a renúncia do presidente do BC

SÃO PAULO, 6 de janeiro de 2010 - A presidente argentina, Cristina Kirchner, pediu a renúncia do titular do Banco Central, Martín Redrado, em função da polêmica em torno da formação de um fundo de reservas de US$ 6,5 bilhões para o pagamento da dívida em 2010, informa o site da presidência.

"Por expresso pedido da presidente Cristina Kirchner, o chefe de Gabinete (Aníbal Fernández) pediu a renúncia do titular do Banco Central", afirma o texto on-line.

O cargo foi oferecido a Mario Blejer, que ocupou a função no governo de Eduardo Duhalde (2001-2003), durante a pior crise econômica das últimas décadas.

Redrado, que tem aprovação do Senado até setembro como presidente do Banco Central, um órgão autônomo, teria se negado a deixar o cargo, segundo porta-voz da entidade.

(Redação com agências internacionais - Agência IN)