Vale anuncia investimento de R$24,5 bilhões para 2010

Marcelo Teixeira, REUTERS

SÃO PAULO - Pressionada pelo governo, a Vale anunciou nesta segunda-feira que vai investir 24,5 bilhões de reais (US$12,9 bilhões) em 2010, acima dos 9 bilhões de dólares de 2008 mas inferior aos 14,2 bilhões de dólares previstos para este ano antes da crise.

Segundo o presidente da Vale, Roger Agnelli, desse total 31 por cento serão investidos na área de não-ferrosos; 30 por cento na área de ferrosos; 21 por cento em logística e 3 por cento em siderurgia, destacou, sem informar os demais percentuais.

- Este é o maior investimento no Brasil já realizado por uma empresa privada - disse Agnelli a jornalistas após encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

- Com os investimentos a produção até 2014 será de 450 milhões de toneladas de minério de ferro contra 350 (milhões de toneladas) este ano - acrescentou o executivo.

Agnelli foi encontrar os jornalistas acompanhado dos controladores da Vale Sergio Rosa, da Previ, fundo de pensão do Banco do Brasil; João Moisés de Oliveira, da Bradespar; Oscar Camargo, da Mitsui; e Luciano Coutinho, do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O governo brasileiro, detentor de ações na mineradora, tem pressionado a empresa para investir mais no Brasil, principalmente no setor siderúrgico, para agregar valor ao minério de ferro.

A pressão do governo começou após a empresa anunciar demissões e redução de investimentos por conta da crise financeira. Em nome da crise, a Vale demitiu 1.900 empregados desde o ano passado e diminuiu em 5 bilhões de dólares o investimento de 2009, previsto inicialmente em 14,2 bilhões de dólares mas resumido a 9 bilhões de dólares.