Otimismo com EUA e China leva Bovespa a novo pico em 2009

REUTERS

SÃO PAULO - A fila de notícias positivas de empresas dos Estados Unidos e a expectativa por novos números da economia chinesa irrigaram de otimismo os negócios da bolsa paulista, que alcançou nova máxima em 2009.

O Ibovespa, índice com as ações mais importantes do mercado acionário brasileiro, subiu 1,57 por cento, aos 67.239 pontos, o maior nível de fechamento desde 17 de junho de 2008.

Calibrado pelos 3,89 bilhões do exercício de opções sobre ações, o giro financeiro da sessão somou 10,5 bilhões de reais.

Após o breve intervalo na cadeia de alta das ações na sexta-feira, devido a maus resultados da General Electric e do Bank of America, Wall Street retomou a trajetória ascendente nesta segunda-feira, diante da volta de boas novas.

De um lado, a gigante de jornais Gannett reportou resultados trimestrais acima das expectativas. De outro, o Bank of America elevou a recomendação dos papéis da fabricante de máquinas Caterpillar. Em Wall Street, o índice Dow Jones subiu 0,96 por cento.

Um ingrediente positivo adicional para a bolsa paulista, fortemente influenciada pelo desempenho das commodities, foi a alta dos preços de matérias-primas como petróleo e metais sobre as blue chips domésticas.

A ação preferencial da Petrobras avançou 2,64 por cento, para 37,36 reais, enquanto a da Vale ganhou 3,1 por cento, para 41,40 reais. Os dois principais componentes do Ibovespa são também o centro da disputa por opções.

Segundo profissionais do mercado, a escalada dos preços das matérias-primas reflete a expectativa do mercado de que a China divulgue na quinta-feira que sua economia cresceu forte no terceiro trimestre.

"Isso eleva a perspectiva para empresas como as ligadas a metais, porque a China é uma grande importadora desses materiais", disse Mauro Giorgi, gestor de recursos da Hera Investment.

As siderúrgicas acompanharam essa tendência, sob liderança de Gerdau, com avanço de 3,4 por cento, para 29,80 reais. Companhia Siderúrgica Nacional evoluiu 3,6 por cento, a 62,95 reais.

Em relatório, o Deutsche Bank afirmou que as expectativas para os preços dos metais em 2010 são positivas, diante dos vários sinais de forte atividade econômica na China.

Fora do índice, o grande destaque do dia foi Odontoprev, com um salto de 30,65 por cento, a 49,06 reais, depois do anúncio que o Bradesco fez um acordo para assumir 43,5 por cento das ações da companhia.