Brasil quer atrair investimentos na fronteira colombiana

SÃO PAULO, 19 de outubro de 2009 - Na reunião entre Brasil e Colômbia nesta segunda-feira, na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o presidente Luis Inácio Lula da Silva, disse que "temos condições de sermos motores da recuperação econômica na América do Sul".

Em 2007, o Brasil subiu para a terceira posição de maior investidor estrangeiro, aplicando US$ 529 milhões na Colômbia. Dessa vez, o Brasil quer investir nas áreas regionais da Colômbia, e para isso contará com o financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O objetivo é atrair investimentos das empresas brasileiras. Com isso, Lula deseja que o ato seja pacífico, fazendo um acordo para proteger a fronteira.

(Redação - Agência IN)