Bolsas europeias sobem ao maior nível em 12 meses

REUTERS

NOVA YORK - O principal índice europeu de ações fechou no maior patamar em 12 meses nesta segunda-feira, em meio ao crescente otimismo com a temporada de resultados corporativos do terceiro trimestre e a elevação da recomendação dos papéis da Nestlé por uma corretora. O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,63%, para 1.026 pontos, o maior nível de fechamento desde 3 de outubro de 2008.

O indicador já acumula valorização de 58% desde a mínima em 9 de março, com investidores se tornando cada vez mais confiantes nos sinais de recuperação da economia, seguindo empresas como JPMorgan Chase e Intel que superaram as perspectivas de Wall Street ao reportar dados do terceiro trimestre na semana passada.

Os investidores estão ansiosos pelos resultados da Apple, que devem ser divulgados após o fechamento das bolsas americanas nesta segunda-feira.

- Continua subindo, não quer parar. Eu não acredito que alguém vai questionar que uma recuperação está a caminho - disse Mike Lenhoff, estrategista-chefe e chefe de pesquisa do Brewin Dolphin Securities, em Londres.

- A única questão é se esse movimento é sustentável ou não. O número de companhias superando as expectativas em seus lucros e nas previsões de receitas sugere que será.

A Nestlé, maior indústria alimentícia do mundo, subiu 3,5%, depois que o UBS elevou a recomendação para a ação de "neutra" para "comprar" e revisou para cima o preço-alvo do papel de 43 para 50 francos suíços.

O UBS disse que a Nestlé está se beneficiando da alta das ações de sua subsidiária Alcon . A Nestlé está vendendo sua participação na companhia para a farmacêutica também suíça Novartis.

Os bancos, cujas ações já subiram 175% desde as mínimas em março, foram os que agregaram mais pontos ao índice. BNP Paribas, Banco Santander, HSBC e Societe Generale subiram entre 2,1% e 3,4%.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 1,76%, a 5.281 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX subiu 1,9%, para 5.852 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 1,69%, para 3.892 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib avançou 1,13%, para 24.425 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 foi elevado em 1,79%, para 11.885 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 cresceu 0,75%, para 8.882 pontos.