Adesão ao sistema de cobrança eletrônica surpreende bancos

Portal Terra

SÃO PAULO - O novo sistema de emissão e cobrança de boletos eletrônicos, chamado Débito Direto Autorizado (DDA), só entra em operação nesta segunda-feira, mas a adesão de clientes já surpreende os maiores bancos do País. Segundo representantes das instituições financeiras, a grande maioria que pediu o cadastro neste primeiro momento são clientes já familiarizados com o uso de serviços por meio da internet e o grande desafio vai ser levar o novo serviço a pessoas que não estão acostumadas com a tecnologia.

Os consumidores cadastrados no DDA poderão consultar e pagar boletos emitidos apenas eletronicamente (sem envio pelo correio) na página da internet do seu banco ou nos caixas de atendimento e por telefone. Por enquanto, apenas cobranças como plano de saúde, mensalidade escolar, condomínio e financiamento poderão utilizar o DDA - ficam de fora o pagamento de impostos como IPTU e IPVA e contas de água, luz, gás e telefone. A praticidade do serviço atraiu os clientes que prezam pela rapidez e mobilidade no relacionamento com o banco.

Segundo o superintende da área de produtos do Itaú Unibanco, Angelo Fernandes, o banco já tem cerca de 300 mil clientes cadastrados no serviço.

- Não imaginávamos que fosse ter uma grande adesão antes do início das operações. Para um produto novo, que não é obrigatório, a procura está alta. O público de internet é o primeiro a aderir e utilizar. Gradativamente as pessoas menos ligadas a tecnologia irão conhecer - afirmou.

A estimativa do Bradesco era que cerca de 5% dos clientes que utilizam canais eletrônicos iriam aderir ao DDA nesta fase de cadastramento, no entanto, esse número já ultrapassou 25% "com folgas", de acordo com o gerente do departamento de comercialização de produtos e serviços do banco, Rizaélcio Machado de Oliveira.

- A adesão ao serviço está acima do esperado, em todos os canais do Bradesco - disse.

Mirando a redução nos gastos e o ganho de eficiência, as empresas (pessoas jurídicas) também respondem por uma parcela significativa dos interessados no serviço, de acordo com o gerente executivo da diretoria comercial do banco do Brasil, Sidney Passeri.

- O número de cadastros está crescendo com uma velocidade muito forte - disse.

Aliado à praticidade para os clientes, está o interesse dos bancos em ampliar o serviço, que vai reduzir os gastos com papel e postagem. Segundo a Federação Brasileira de Banco (Febraban), que tomou a iniciativa do projeto no ano passado, o sistema pode reduzir em até 40% a emissão de cerca de 2 bilhões de boletos por ano. Além disso, a economia beneficiará o meio ambiente com 374 mil árvores cortadas a menos, 1 bilhão de l de água e 46 milhões de kW/h poupados na fabricação de papel.

- As pessoas estão orientadas em todas as páginas de internet do banco e na central de atendimento. Por fora, também há anúncios publicitários. Chegamos ao lançamento com quase a totalidade dos funcionários familiarizados com a solução. Toda vez que o cliente do BB que se cadastrou passar o cartão na máquina de auto-atendimento, ou se logar na internet, terá mensagem dizendo se ele tem novos boletos ou que ele tem boletos vencendo nos próximos três dias - explicou Passeri.

Segundo o gerente do Bradesco, a partir da segunda-feira, todos os canais eletrônicos do banco estarão preparados para o DDA.

- O trabalho para orientação de cadastramento começou em junho e agora vai ser permanente. O desafio é os clientes que não se utilizam de meios eletrônicos para pagar seus boletos - apontou Oliveira.

Tanto Banco do Brasil quanto Bradesco e Itaú Unibanco já disponibilizavam boletos eletrônicos para seus correntistas em cobranças emitidas internamente - pelo próprio banco -, em paralelo ao envio por correio.

- A cultura já se tem e os sistemas estão testados e retestados - afirmou Oliveira.

- A única diferença será que, a partir de dia 19, eles receberão títulos de outros bancos - explicou Passeri.

Para utilizar o novo serviço, primeiro é preciso pedir o cadastramento no seu banco. Antes de enviar um boleto, a instituição financeira responsável pela cobrança vai verificar se o cliente está no DDA e, caso estiver, mandará a cobrança para o sistema eletronicamente. Seu banco vai consultar o sistema e disponibilizar os boletos, que poderão ser pagos ou não por meio da internet, telefone ou caixa eletrônico.

Adesão ao sistema de cobrança eletrônica surpreende bancos

Adesão ao sistema de cobrança eletrônica surpreende bancos

Portal Terra

SÃO PAULO - O novo sistema de emissão e cobrança de boletos eletrônicos, chamado Débito Direto Autorizado (DDA), só entra em operação nesta segunda-feira, mas a adesão de clientes já surpreende os maiores bancos do País. Segundo representantes das instituições financeiras, a grande maioria que pediu o cadastro neste primeiro momento são clientes já familiarizados com o uso de serviços por meio da internet e o grande desafio vai ser levar o novo serviço a pessoas que não estão acostumadas com a tecnologia.

Os consumidores cadastrados no DDA poderão consultar e pagar boletos emitidos apenas eletronicamente (sem envio pelo correio) na página da internet do seu banco ou nos caixas de atendimento e por telefone. Por enquanto, apenas cobranças como plano de saúde, mensalidade escolar, condomínio e financiamento poderão utilizar o DDA - ficam de fora o pagamento de impostos como IPTU e IPVA e contas de água, luz, gás e telefone. A praticidade do serviço atraiu os clientes que prezam pela rapidez e mobilidade no relacionamento com o banco.

Segundo o superintende da área de produtos do Itaú Unibanco, Angelo Fernandes, o banco já tem cerca de 300 mil clientes cadastrados no serviço.

- Não imaginávamos que fosse ter uma grande adesão antes do início das operações. Para um produto novo, que não é obrigatório, a procura está alta. O público de internet é o primeiro a aderir e utilizar. Gradativamente as pessoas menos ligadas a tecnologia irão conhecer - afirmou.

A estimativa do Bradesco era que cerca de 5% dos clientes que utilizam canais eletrônicos iriam aderir ao DDA nesta fase de cadastramento, no entanto, esse número já ultrapassou 25% "com folgas", de acordo com o gerente do departamento de comercialização de produtos e serviços do banco, Rizaélcio Machado de Oliveira.

- A adesão ao serviço está acima do esperado, em todos os canais do Bradesco - disse.

Mirando a redução nos gastos e o ganho de eficiência, as empresas (pessoas jurídicas) também respondem por uma parcela significativa dos interessados no serviço, de acordo com o gerente executivo da diretoria comercial do banco do Brasil, Sidney Passeri.

- O número de cadastros está crescendo com uma velocidade muito forte - disse.

Aliado à praticidade para os clientes, está o interesse dos bancos em ampliar o serviço, que vai reduzir os gastos com papel e postagem. Segundo a Federação Brasileira de Banco (Febraban), que tomou a iniciativa do projeto no ano passado, o sistema pode reduzir em até 40% a emissão de cerca de 2 bilhões de boletos por ano. Além disso, a economia beneficiará o meio ambiente com 374 mil árvores cortadas a menos, 1 bilhão de l de água e 46 milhões de kW/h poupados na fabricação de papel.

- As pessoas estão orientadas em todas as páginas de internet do banco e na central de atendimento. Por fora, também há anúncios publicitários. Chegamos ao lançamento com quase a totalidade dos funcionários familiarizados com a solução. Toda vez que o cliente do BB que se cadastrou passar o cartão na máquina de auto-atendimento, ou se logar na internet, terá mensagem dizendo se ele tem novos boletos ou que ele tem boletos vencendo nos próximos três dias - explicou Passeri.

Segundo o gerente do Bradesco, a partir da segunda-feira, todos os canais eletrônicos do banco estarão preparados para o DDA.

- O trabalho para orientação de cadastramento começou em junho e agora vai ser permanente. O desafio é os clientes que não se utilizam de meios eletrônicos para pagar seus boletos - apontou Oliveira.

Tanto Banco do Brasil quanto Bradesco e Itaú Unibanco já disponibilizavam boletos eletrônicos para seus correntistas em cobranças emitidas internamente - pelo próprio banco -, em paralelo ao envio por correio.

- A cultura já se tem e os sistemas estão testados e retestados - afirmou Oliveira.

- A única diferença será que, a partir de dia 19, eles receberão títulos de outros bancos - explicou Passeri.

Para utilizar o novo serviço, primeiro é preciso pedir o cadastramento no seu banco. Antes de enviar um boleto, a instituição financeira responsável pela cobrança vai verificar se o cliente está no DDA e, caso estiver, mandará a cobrança para o sistema eletronicamente. Seu banco vai consultar o sistema e disponibilizar os boletos, que poderão ser pagos ou não por meio da internet, telefone ou caixa eletrônico.