Formação da Ptax movimenta o dia

SÃO PAULO, 30 de setembro de 2009 - A movimentação em torno da formação da Ptax deve dominar os negócios nesta manhã, em paralelo aos ajustes técnicos das carteiras associados à virada do trimestre. A taxa de hoje irá corrigir os contratos de dólar futuro. Por enquanto os vendidos - que apostam contra o dólar - parecem levar a melhor. Instantes atrás, a moeda norte-americana cedia 0,89%, a R$ 1,775 na compra e R$ 1,777 na venda.

Além da tradicional disputa pela Ptax, o contínuo ingresso de capital externo em busca da boa rentabilidade e o dados favoráveis sobre a economia chinesa contribuem com as oscilações para baixo do câmbio. Segundo o Índice dos Gerentes de Compras, a atividade industrial da China manteve-se em expansão pelo sexto mês consecutivo. Gastos governamentais em infra-estrutura e forte expansão do crédito bancário foram decisivos para esse movimento. Esse índice ficou em 55 no mês de setembro, próximo de pico histórico de 55,1, observado em agosto.

Os agentes também se atentam à pesada agenda econômica norte-americana. Acabou de ser divulgado que o resultado final do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos recuou 0,7% no segundo trimestre. O recuo foi menor do que o esperado, uma vez que as projeções apontavam para -1,2%.

Os investidores também antecipam a situação do mercado de trabalho norte-americano em setembro. A consultoria ADP Employment informou que no nono mês do ano foi cortado 254 mil postos no setor privado. O payroll, dado oficial, sai na sexta-feira.

(Simone e Silva Bernardino - Agência IN)