Nortel tem prejuízo maior e presidente deixa empresa

REUTERS

NOVA YORK - A fabricante de equipamentos de telecomunicações Nortel Networks divulgou nesta segunda-feira um prejuízo trimestral maior, conforme custos com reestruturação e a fraqueza das vendas limitaram os resultados da companhia.

A Nortel também informou que o presidente-executivo, Mike Zafirovski, renunciará imediatamente e que o conselho da empresa será reduzido de nove para três diretores.

Os três diretores remanescentes são John MacNaughton, Jalynn Bennett e David Richardson, que atuará como presidente do conselho, segundo a companhia.

A Nortel teve prejuízo de US$ 274 milhões, ou US$ 0,55 por ação, no segundo trimestre deste ano. O resultado foi pior que o prejuízo de US$ 113 milhões, ou US$ 0,23 por ação, um ano antes. A receita da companhia caiu 25%, para US$ 1,97 bilhão.

A empresa pediu proteção judicial contra falência em janeiro, culpando a recessão por incapacitar seus esforços de recuperação.

A saída de Zafirovski era esperada desde que a Nortel pediu concordata no começo deste ano, mas nenhuma substituição foi anunciada até agora. Ele se juntou à Nortel no final de 2005 após atuar como presidente e vice-presidente de operações na Motorola.

Muitos investidores e analistas esperavam que Zafirovski pudesse concretizar o que nenhum outro executivo conseguiu: tornar a Nortel uma companhia lucrativa e estável.

A Nortel, que já foi a maior fabricantes de equipamentos de telefonia da América do Norte, informou que o prejuízo trimestral inclui despesas de reorganização de US$ 130 milhões.

Desde a concordata, a companhia vem buscando se desfazer de algumas linhas de negócios, incluindo um recente acordo avaliado em US$ 1,13 bilhão para vender ativos de rede sem fio à sueca Ericsson.