Ibope: 79% dos brasileiros esperam ganhar mais em 2009

Portal Terra

TERRA - A crise financeira pode ter afetado bolsas e empresas, mas não afetou o otimismo dos brasileiros. Segundo pesquisa realizada pelo Ibope inteligência em 17 países, o Brasil está entre os que mais acreditam na melhoria da situação econômica em 2009 e é disparado o que registrou maior porcentagem de habitantes que esperam aumentar sua renda nos próximos 12 meses (79%), seguido pela Índia (47%) - na Coréia do Sul apenas 6% projetam ganhar mais neste ano.

Com relação ao seu governo, os brasileiros registraram média de 6,7 no nível de confiança (em uma escala de 0 a 10) e perdem apenas para China, que apresentou média 7. Além disso, o País teve o melhor índice de confiança no mercado de ações (5,7), mesmo com queda de 41,2% do Ibovespa em 2008 - o pior registro do principal índice de ações da Bolsa de Valores de São Paulo desde 1972.

Conforme apurou o levantamento, os países do chamado Bric (Brasil, Índia, Rússia e China) estiveram entre os mais otimistas, com exceção da Rússia. Na outra ponta, as nações mais desenvolvidas (Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Rússia, Inglaterra e Estados Unidos) apresentaram maior pessimismo com relação aos efeitos da crise econômica.

- É preciso levar em consideração, além dos impactos da crise sentidos em cada país, que maior instrução e maior poder aquisitivo tendem a estimular uma visão mais crítica e cética. O otimismo dos países do Bric se deve, principalmente, ao impulso recente em suas economias - explicou Eduardo Krenke, diretor de Atendimento e Planejamento do Ibope Inteligência.

Apenas 2% dos entrevistados no Reino Unido e no Japão afirmaram que esperam uma melhora da situação financeira de seus países nos próximos três meses - França e Canadá tiveram apenas 5%. Já Índia, Brasil e China tiveram 39%, 34% e 27%, respectivamente, dos pesquisados com pensamento otimista no curto prazo.