inflação sobe a 0,35% com alta dos custos de habitação

REUTERS

SÃO PAULO - A inflação ao consumidor em São Paulo registrou pequena variação na terceira quadrissemana de agosto, reflexo do aumento dos custos com habitação que foi compensado pela queda dos preços dos alimentos.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,35% no período, seguindo alta de 0,34% na segunda quadrissemana do mês, informou nesta quarta-feira a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Os custos com habitação foram os que mais pesaram sobre o índice de inflação da capital paulista. Os preços sofreram um aumento de 0,67% na terceira quadrissemana, uma forte aceleração frente ao avanço de 0,25% apurado na quadrissemana anterior.

A alta dos preços de habitação responderam poar 62,26% de toda a variação do IPC na terceira leitura do mês, informou a Fipe.

Por outro lado, os preços do grupo alimentação - principal responsável pelo repique da inflação nos últimos meses - caíram 0,20% na terceira quadrissemana de agosto, revertendo o avanço de 0,26% apurado na quadrissemana anterior.

Os custos com transportes subiram 0,30%, depois de terem avançado 0,35% na segunda leitura do IPC de agosto.

No caso de depesas pessoais, os preços subiram 0,70% na terceira quadrissemana, praticamente no mesmo patamar verificado na leitura anterior, quando estes custos registraram um aumento de 0,71%.

Já os gastos com educação subiram 0,09%, mais que o dobro da alta verificada na segunda quadrissemana do mês. Ainda assim, esses gastos responderam por apenas 0,97% da variação do IPC na terceira quadrissemana de agosto.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.