Melhora do humor internacional eleva ganhos na Ásia

SÃO PAULO, 24 de julho de 2008 - As principais praças acionárias da Ásia fecharam em alta nesta quinta-feira, impulsionadas novamente pelos recuos nos preços do petróleo. A valorização do dólar no mercado de divisas internacional, somada à aprovação do pacote de socorro financeiro do governo dos Estados Unidos para as hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac, também colaboraram para os ganhos nas sessões.

O índice Nikkei 225 de Tóquio subiu 2,18%, para 13.603,31 pontos, registrando seu maior patamar desde 26 de junho deste ano. O Kospi de Seul avançou 2,15%, para 1.626,14 pontos. Em Hong Kong, o índice referencial Hang Seng caiu 0,02%, para 23.130,18 pontos. Já na China, o indicador Xangai Composto subiu 2,55%, para 2.910,29 pontos.

A queda nos preços do petróleo é incentivada pela expectativa de redução na demanda norte-americana e japonesa por energia. O barril nos EUA era cotado há instantes a US$ 125,23, com alta de 0,63% frente ao último fechamento na Bolsa de Mercadorias de Nova York (NYMEX, sigla em inglês). A cotação é US$ 22 inferior em comparação ao recorde de US$ 147,27 registrado no dia 11 de julho deste ano.

Com o preço da commodity em baixa, os investidores asiáticos restabeleceram hoje sua confiança no setor financeiro norte-americano, principalmente após a aprovação do pacote de socorro para a Fannie Mae e Freddie Mac, que passou ontem pela primeira votação no Congresso dos EUA. Agora, a proposta passará pelo crivo do Senado.

Os bancos na Ásia reagiram positivamente a iniciativa do governo dos EUA para conter a crise hipotecária na maior economia do mundo. Entre as instituições financeiras, as ações do Mitsubishi UFJ Financial subiram 2,18%, enquanto as do Shinsei Bank cresceram 4,92%. Na Austrália, os papéis do Macquarie Group aumentaram 2,50%. Já em Hong Kong, os títulos do HSBC Holdings cresceram 1,69%.

O cenário otimista em Wall Street também colaborou para a valorização do dólar no mercado de divisas internacional. Em Tóquio, a moeda norte-americana encerrou o dia cotada a 107,82 ienes, contra 107,68 ienes da última sessão. As companhias exportadoras asiáticas foram as mais beneficiadas, já que seus produtos se tornam mais competitivos no exterior com o dólar alto.

Entre as empresas automotivas, as ações da Hyundai Motor apontaram ganho de 1,38%, apesar de a companhia ter divulgado uma queda inesperada de 10,6% no segundo trimestre deste ano, principalmente devido à desvalorização do won, a moeda sul-coreana. Já os papéis da Honda Motor e Toyota encerraram o dia com ganho de 3,78% e 5,13%, respectivamente.

No setor de tecnologia, destaque para os títulos da Canon. As ações da empresa fecharam com alta de 3,68%, apesar de a montadora ter reportado uma queda de 13% no lucro líquido do segundo trimestre de 2008, em relação ao mesmo período do ano anterior, afetado pela retração da demanda por copiadoras em virtude da forte valorização do iene.

(Redação - InvestNews)