Jobim diz desconhecer favorecimento na venda da Varig

Portal Terra

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse desconhecer a notícia do jornal O Estado de S. Paulo em que uma ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) afirmou que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, teria interferido na venda da VarigLog e da Varig ao fundo americano Matlin Patterson.

A informação foi passada por Denise Abreu, ex-diretora da Anac, em entrevista ao jornal. Ela afirmou ter sido pressionada pela ministra Dilma Rousseff e pela secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, a tomar decisões favoráveis à venda das companhias.

- As informações que estão circulando eu não conheço - disse Jobim. Segundo o ministro, somente a Justiça pode responder à questão.

- Foi uma questão judicial, todas essas questões podem ser esclarecidas pela Justiça. No caso, a Justiça do Rio de Janeiro - completou.

Também nesta quarta-feira, em cerimônia de apresentação do balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a ministra Dilma negou as acusações da ex-diretora da Anac.