Petrobras e bancos puxam alta de 0,62% do índice

SÃO PAULO, 17 de abril de 2008 - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) se descolou dos principais mercados acionários de Wall Street ao encerrar o pregão desta quinta-feira em alta de 0,62%, aos 64.552 pontos. A valorização dos papéis da Petrobras e do setor bancário puxaram o índice. O giro financeiro somou R$ 5,95 bilhões.

As ações preferenciais da estatal petrolífera subiram 2,03%, a R$ 85,10, enquanto que os papéis ordinários avançaram 1,91%, a R$ 103,60. Já os papéis do setor bancário também se destacaram positivamente no pregão de hoje. Banco do Brasil, Bradesco e Itaú avançaram pouco mais de 3%. Ontem, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu por aumentar a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual (p.p) enquanto que o mercado esperava por uma alta de 0,25 p.p.

Contribuindo negativamente para o movimento dos negócios destacam-se os resultados trimestrais de Merrill Lynch, Pzifer e Nokia. O banco de investimentos Merrill Lynch anunciou prejuízo líquido de US$ 1,96 bilhão no primeiro trimestre de 2008 (ou US$ 2,19 por ação), enquanto que em 2007, a entidade havia lucrado US$ 2,16 bilhões (ou US$ 2,26 por ação).

Pzifer e Nokia também decepcionaram. A Pfizer reportou lucro líquido de US$ 2,78 bilhões no primeiro trimestre deste ano, volume 18% menor se comparado aos US$ 3,39 bilhões registrados em 2007. Já a Nokia anunciou hoje um lucro líquido de ? 1,22 bilhão (ou US$ 1,94 bilhão) no primeiro trimestre de 2008, registrando aumento de 25% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Ainda no âmbito corporativo, a Votorantim Celulose e Papel (VCP) registrou lucro líquido de R$ 110 milhões no primeiro trimestre deste ano, volume 33% menor ante os R$ 163 milhões apresentados no mesmo período do ano passado. As ações preferenciais da companhia recuaram 2,1%, a R$ 52,19.

Além dos papéis de banco, dentre os destaques positivos do Ibovespa estão Vivo PN, que subiu 3,17%, a R$ 10,73; Cesp PNB, que avançou 3,1%, a R$ 26,60; e Eletrobrás PNB registrou alta de 3,06%, a R$ 25,20. No sentido oposto, Ambev PN caiu 3,4%, a R$ 127,51; Usiminas PNA recuou 3,15%, a R$ 108,95; e as units da ALL registraram queda 2,93%, a R$ 18,55.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o Ibovespa com vencimento em abril registrou alta de 0,43%, a 65.330 pontos.

(Vanessa Correia - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais