Jornal do Brasil

Economia - Agropecuária

Ministério Público recomenda a suspensão de plantio de soja em fevereiro em MT

Jornal do Brasil

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso colocou, nesta quinta-feira (30), um fim nas discussões sobre o experimento de plantio de soja em fevereiro para a complementação de produção de sementes.

A Aprosoja queria estender o plantio de soja para sementes até a primeira quinzena de fevereiro, mas o calendário de Mato Grosso não permite o plantio após 31 de dezembro como forma de evitar a ferrugem asiática.

A associação defende que o plantio em fevereiro não aumenta o risco de propagação da praga.

O MP expediu uma Notificação Recomendatória ao secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, ao presidente do Indea (Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso) e ao presidente da Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso) recomendando o não plantio.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e para o presidente do Indea, a recomendação é que seja suspensa toda autorização excepcional relacionada ao plantio de soja em fevereiro, conforme proposta da Aprosoja.

O MP recomenda ainda aos produtores que não efetuem plantio nesse período. Para a Fundação de Experimento e Desenvolvimento Tecnológico Rio Verde o pedido é para faça uma adequação da metodologia de sua pesquisa, com base na Instrução Normativa de 2015 da Sedec (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico do Mato Grosso) e do Indea, principalmente no que se refere ao tamanho de áreas de experimento.

Além disso, a solução de conflitos gerados nessa área deverá ter a participação do Ministério Público.

Ao presidente da Aprosoja foi determinada a imediata suspensão dos experimentos de "análise comparativa da severidade foliar da ferrugem asiática em lavouras  semeadas em dezembro e fevereiro na safra 2019/20". (Mauro Zafalon/FolhaPressSNG)