Publicidade

Economia

Prejuízo no turismo brasileiro chega a R$ 41,6 bilhões desde o início da pandemia

A retração nas atividades turísticas foi liderada pelo setor de transporte aéreo

Cláudia Trivella
Credit...Cláudia Trivella

Dados foram divulgados na terça (17) pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP).

Ao fim do mês de setembro, a Fecomercio-SP avaliou que o turismo brasileiro deixou de faturar R$ 41,6 bilhões desde o início da pandemia de covid-19, em março deste ano.

Ainda de acordo com informações da entidade, o valor representa uma queda de 44% no faturamento do setor em comparação ao mesmo período do ano passado. As informações foram confirmadas pela Agência Brasil.

Em setembro, o faturamento das empresas do setor (R$ 8,6 bilhões) foi 37,6% menor do que o mesmo mês de 2019. A retração de R$ 5,2 bilhões representa o pior resultado do turismo para setembro desde o início da série histórica, em 2011.

A retração nas atividades turísticas foi liderada pelo setor de transporte aéreo, que faturou 64,6% a menos do que no mesmo mês de 2019. A Fecomercio-SP destaca que também caíram expressivamente, em setembro, os faturamentos dos agentes de hospedagem e alimentação (-37,3%) e de atividades culturais, esportivas e recreativas (-24,4%). (com agência Sputnik Brasil)