Bitcoin ganha força em meio a eleições dos EUA e salta a nível mais alto desde janeiro de 2018

A moeda digital se beneficiou de investimentos de alto perfil de empresas como a Square Inc. e Paul Tudor Jones

Sputnik / Vladimir Astapkovich
Credit...Sputnik / Vladimir Astapkovich

O bitcoin subiu 9,2%, alcançando US$ 15.301 (R$ 84.634) nessa quinta-feira (5) em Nova York, o que representa seu nível mais alto desde janeiro de 2018.

Os especialistas opinam que o bitcoin poderia se converter em um ativo de diversificação em tempos de incerteza. Eventos como a quarentena na Europa devido à pandemia do coronavírus ou atrasos nos resultados das eleições norte-americanas poderiam estar impulsionando este aumento.

"A resistência anterior do bitcoin em aproximadamente US$ 10 mil [R$ 55.313] pode passar a US$ 20 mil [R$ 110.627] em 2021", afirma Mike McGlone, estrategista de commodities da Bloomberg Intelligence. "Alguma oferta deixa a demanda como a principal métrica de preços e a maioria dos indicadores permanece positiva", agrega o especialista.

Enquanto isso, analistas e investidores se mostram críticos em relação ao recente aumento, já que o mundo das criptomoedas é muito volátil. Assim, Whitney Gilson, da Empire Financial Research, salientou à agência Bloomberg que ainda considera as moedas digitais como "um esquema tecno-libertário de pump-and-dump [prática fraudulenta de incentivar os investidores a comprar ações de uma empresa a fim de inflar artificialmente o preço, e depois vender as próprias ações enquanto o preço é alto] e recomenda que a maioria dos investidores as evitem.(com agência Sputnik Brasil)