Dólar dispara e fecha em novo recorde acima de R$5,70 antes de Copom e atento a exterior

O dólar fechou acima de 5,70 reais pela primeira vez na história, com o real mais uma vez liderando as perdas entre as principais moedas globais nesta quarta-feira, pouco antes de um provável novo corte de juros pelo Banco Central e um dia após a Fitch rebaixar a perspectiva para a nota de crédito do país citando renovada incerteza política.

Novos dados mostrando um tombo recorde na atividade de serviços do Brasil —o que aponta impacto agudo da crise do Covid-19— também ajudaram a empurrar o dólar para cima, numa sessão já de fortalecimento da divisa norte-americana no mundo.

O dólar à vista fechou em alta de 2,03%, a 5,7035 reais na venda, nova máxima recorde nominal. No pico intradiário, a cotação foi a 5,7072 reais.

Na B3, o dólar futuro tinha valorização de 2,20%, a 5,7130 reais, às 17h03

Em 2020, dólar à vista sobe 42,13% ante real.(Reuters)