Jornal do Brasil

Economia

Rio de Janeiro é destaque no empreendedorismo

Jornal do Brasil

Vários polos de inovação estão surgindo pelo Brasil e o Rio de Janeiro tem se mostrado um dos lugares adorados pelos empreendedores do país. De acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), 9,7% das startups do país são sediadas na cidade maravilhosa. E a ideia é justamente essa: falar sobre quem são os empreendedores cariocas e como estão criando empresas que estão revolucionando seus mercados de atuação. Hoje, o Brasil já conta com 6.451 startups estruturadas, de acordo com a associação. Das empresas cadastradas na base de dados, 72% são lideradas por jovens entre 25 e 40 anos de idade.

Macaque in the trees
Henrique Mendes, CEO da Nutrebem (Foto: Divulgação)

Um bom exemplo do quanto o mercado tem crescido no estado é a Witseed. A empresa é uma edtech que produz treinamentos corporativos com as maiores empresas do país como Braskem, Algar, Fiat, Oi e Natura. A startup utiliza tecnologia de cinema nos vídeos e com inteligência artificial personaliza o conteúdo e a experiência dos alunos. A empresa faturou R$1,3 milhão no ano passado e prevê R$3,6 milhões para 2019.

Outro case é o Homer, uma plataforma gratuita que conecta corretores imobiliários em todo o Brasil por meio de Inteligência Artificial. Fundada em 2016 pela Livia Rigueiral, a startup permite que os corretores façam parcerias imobiliárias com mais segurança e agilidade, além de aumentar possibilidades de realização de negócios. Atualmente, o Homer possui 25 mil corretores cadastrados e a expectativa é atingir 100 mil até o final do ano.

Macaque in the trees
Livia Rigueiral, CEO do Homer (Foto: Divulgação)

A Nutrebem é uma fintech de conta digital para cantinas escolares. Por meio da plataforma, os pais conseguem visualizar o que os filhos consomem, o valor nutricional dos alimentos da cantina, customizar cardápios e ensinar aos pequenos sobre educação financeira e alimentar. Com a chegada do CEO, Henrique Mendes - carioca e pai de dois filhos -, em 2014, a startup já recebeu mais de R$ 15 milhões de investimentos e prevê um crescimento de 100% em 2019.

A Volanty é uma autotech que conecta vendedores e compradores de seminovos. A plataforma é responsável por todo o processo de transação dos carros, incluindo fotos, contatos com compradores e documentação. Maurício Feldman, carioca sócio-fundador, deu início ao projeto em 2017 e hoje conta com 11 centros de atendimento no Rio de Janeiro e em São Paulo, e mais de 30 carros vendidos por mês em cada um.

O Peixe Urbano é a maior plataforma de ofertas locais do Brasil, com mais de 30 milhões de usuários cadastrados no Brasil. Fundada em 2010 no Rio de Janeiro, a empresa revolucionou o mercado de cupons online, ligando fornecedores de serviços e varejistas com os consumidores. Assim, a plataforma fomentou setores regionais por todo o país, como: gastronomia, entretenimento, estética e turismo.

Além das citadas, a startup que está dominando o mercado pet também veio do Rio! Imagina um app que entrega tudo que o seu cachorro ou gato precisa, em poucos minutos e com entrega grátis sempre? A Zee.Now funciona 24 horas por dia e chegou para facilitar a vida de quem tem animal em casa, trazendo o produto até você sem ter que pagar frete e esperar 5 dias úteis para isso.

Uma última sugestão é a BitcoinTrade, uma corretora de criptomoedas inteiramente voltada para o mercado brasileiro. Criada em 2017, a startup oferece a possibilidade de investir em Bitcoin, Litecoin, Ethereum, Bitcoin Cash e Ripple. Por meio de uma plataforma segura e robusta, a empresa permite que tanto pessoas físicas quanto jurídicas operem negociando suas moedas digitais.