Bijoux Box, de Ipanema, passa ponto a escola de música

Saem colares, bijouterias, chapéus, foullards, bolsas e cintos. Entram alunos interessados em pautas musicais e no domínio da flauta, oboé, violão, violino, cavaquinho e instrumentos de percussão. Um dos últimos ícones de Ipanema, cujo prédio em estilo Art Noveau foi tombado em 2002 pelo prefeito Cesar Maia, a Bijoux Box vai passar o ponto, na rua Farme de Amoedo, 35, na esquina da rua Prudente de Moraes, em agosto, para uma escola de música.

Macaque in the trees
Terrasse Hostel (Foto: Divulgação)

Além do térreo do sofisticado ponto de moda, criado há mais de meio século pela estilista Ethel Moura Costa e dirigido pela filha Sabrina, a escola de música vai ocupar os dois andares superiores, onde funcionava o Terrasse Hostel. Com projeto desenvolvido pelo marido de Ethel Moura Costa, no estilo de prédios de Paris, o imóvel escapou de ser protegido pelas APACs (Áreas de Proteção de Ambiente Cultural) mas o tombamento trouxe alívio aos herdeiros Sabrina e Ricardo Moura Costa. Sem espaço para um empreendimento imobiliário, o melhor destino do prédio era o tombamento, com indenização pelo município. A Bijoux Box deve funcionar num ponto de menor espaço em Ipanema ou no Leblon.

A ocupação do prédio 35 da Farme de Amoedo ocorre em meio ao esvaziamento da rua, que já foi das mais agitadas de Ipanema, por concentrar o movimento LGBTs no fim do século passado. Nos últimos 5 anos, em função da forte recessão econômica e da maior liberdade de circulação para a comunidade LGBTs pela cidade, a Farme de Amoedo teve esvaziado o seu papel de gueto. A redução do movimento levou ao fechamento de vários bares e restauran