Preços do petróleo caem após Trump pressionar Opep a compensar sanções ao Irã

LONDRES, 29 Abr (Reuters) - Os contratos futuros do petróleo recuavam nesta segunda-feira, após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pedir para que o grupo de produtores da Opep aumente a produção para minimizar o impacto das sanções de Washington contra o Irã.

O petróleo Brent recuava 0,26 dólar, ou 0,36 por cento, a 71,89 dólares por barril, às 11:24 (horário de Brasília).

O petróleo dos Estados Unidos caía 0,33 dólar, ou 0,52 por cento, a 62,97 dólares por barril.

Ambos os contratos de referência caíram cerca de 3 por cento na sessão anterior.

Na sexta-feira, Trump pressionou novamente a Opep e a maior exportadora de petróleo, a Arábia Saudita, a baixar os preços do petróleo.

"Eu liguei para a Opep, eu disse que eles tem que reduzir os preços (da gasolina)", disse Trump a repórteres na sexta-feira.

"Falei para a Arábia Saudita e outros sobre o aumento do fluxo de petróleo. Todos estão de acordo", disse o presidente no Twitter.

Os comentários de Trump provocaram uma série de vendas, colocando pelo menos um teto temporário em uma alta de 40 por cento desde o início do ano.

As sanções dos EUA à Venezuela também estão corroborando para reduzir a oferta global, enquanto os conflitos na Líbia também ameaçam conter a produção.

(Por Henning Gloystein)

REUTERS SI