Estado do Rio gerou em fevereiro 9.753 novos postos de trabalho

Das 27 unidades da Federação, o RJ ficou em 6º lugar

O estado do Rio gerou em fevereiro 9.753 novos postos de trabalho. Das 27 unidades da Federação, o RJ ficou em 6º lugar.

 O destaque foi para o setor de Serviços que gerou um saldo de 8.263 novos postos, segundo dados do CAGED divulgados hoje. 

"Não podemos esquecer que tivemos volta às aulas em fevereiro e carnaval no início de março e o saldo positivo no Setor de Serviços se deve muito a isso”, diz Fernando Lobo, analista de Recrutamento e Seleção de pessoal. Ele lembra que “muitos profissionais de ensino e também de bares, hotéis e restaurantes foram contratados.” 

Ao decompor as vagas por subsetores de atividade econômica ele sublinha que “o segmento de Ensino gerou 4.967 novos postos e os Serviços de alojamento, alimentação, reparação, manutenção, redação, geraram 3.064 novos postos de trabalho". 

Ele lembra ainda que no ranking de evolução de emprego formal em municípios acima de 30.000 habitantes do RJ, os três piores foram São Gonçalo, que perdeu 167 postos, seguido de Nova Iguaçu, com perda de 144 postos e Cabo Frio, que mesmo em meio à temporada de férias, perdeu 66 postos de trabalho. 

Os três municípios do RJ que mais geraram empregos em fevereiro foram a capital, Rio de Janeiro, com 3.483 novos postos, seguido de São João de Meriti, com 1.371 novos postos e Macaé, que gerou 1.111 novos postos de trabalho.