Jornal do Brasil

Economia

Negociações comerciais entre EUA e China são estendidas até domingo

Jornal do Brasil

As negociações entre Estados Unidos e China serão estendidas até domingo em Washington, disse o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, enquanto o presidente Donald Trump disse haver grandes chances de alcançar um acordo comercial.

Trump também afirmou nesta sexta-feira (22) que espera ter uma reunião sobre comércio com seu equivalente chinês, Xi Jinping, em breve, "provavelmente" em março. O encontro poderia ocorrer em Mar-a-Lago, sua residência na Flórida.

Diante da imprensa no Salão Oval, Trump declarou que "estamos tendo conversas muito boas" com a China e anunciou ter alcançado um acordo "sobre a moeda", sem dar mais detalhes.

O mandatário também admitiu considerar a possibilidade de ampliar o prazo da trégua comercial com a China para além de 1 de março, data-limite estabelecida por Washington para aumentar as tarifas aduaneiras de 10% a 25% sobre US$ 200 bilhões em importações chinesas.

Os americanos pedem a redução do déficit comercial com a China, mas também mudanças "estruturais", como interromper a transferência imposta de tecnologias, o respeito aos direitos de propriedade intelectual, o fim da pirataria cibernética e o levantamento de barreiras tarifárias.

 

 

jca-vmt/vog/iba/gv/gma/ll/mvv/cc