Trump: fim de sanções só com aceno

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse ontem que o líder norte-coreano Kim Jong Un deve fazer um movimento "significativo" para a suspensão das sanções econômicas resultantes de seu programa nuclear.

"Não suspendi as sanções, adoraria fazê-lo. Mas, para isto, tem de haver algo significativo do outro lado", disse Trump a uma semana da segunda cúpula com seu par, em Hanói. "O presidente Kim e eu temos muito boas relações, não me surpreenderia ver que algo tenha êxito", acrescentou, sem maiores detalhes. "Acredito que vamos fazer um grande progresso", disse. Após cúpula em Singapura em junho, os dois assinaram uma declaração imprecisa a favor da "desnuclearização da península da Coreia". Desde então não houve mais avanços.