Jornal do Brasil

Economia

Santander é multado no Reino Unido por não transferir dinheiro de clientes falecidos

Jornal do Brasil

O banco Santander foi punido no Reino Unido com uma multa de 32,8 milhões de libras (36,4 milhões de euros, 41,5 milhões de dólares) por não transferir fundos de clientes falecidos a seus sucessores, informou nesta quarta-feira o regulador financeiro britânico.

"A Autoridade de Conduta Financeira (FCA) multou o Santander em £ 32.817.800 por não ter processado efetivamente as contas e os investimentos de clientes falecidos", declarou o órgão em um comunicado.

A multa inicial era de 46,8 milhões de libras, mas foi reduzida porque o Santander reconheceu sua responsabilidade e concordou em reparar o dano.

De acordo com a FCA, os fundos não repassados pela subsidiária britânica da gigante espanhola somaram 183 milhões de libras e afetaram 40.428 clientes entre janeiro de 2013 e junho de 2016.

Falhas fizeram com que o dinheiro não fosse transferido aos herdeiros mesmo que o banco tenha sido informado da morte de um cliente.

"Em alguns casos, o dinheiro ficou retido por muitos anos", afirmou a FCA.

Além disso, por mais de um ano, o banco não informou ao regulador esses problemas, nem sobre o número de clientes e ativos potencialmente afetados.

"Demorou muito para identificar e corrigir essas falhas", lamentou Mark Steward, diretor executivo de supervisão de mercado.

Steward reconheceu, no entanto, que "uma vez que esses problemas foram notificados ao conselho e à direção (do Santander), foram resolvidos de forma adequada e rápida".

Além de identificar os herdeiros e transferir os fundos, a entidade pagou juros para compensar o atraso.

 

acc/zm/mr